Blog

A ideia do blog é ser um thinktank 🎨 onde vários convidados podem escrever e provocar o pensar, sobre o digital (e outras coisas).

  • Sebastião
    cultura digital 04 Novembro

    Os 10 Mandamentos do Programador

    Os mandamentos do “tio” Sebastião são para iluminar toda a gente. Os programadores são seres humanos e, por vezes, são bestas muito sensíveis (como eu). Se todos nos identificarmos com estes mandamentos, então podemos compreender melhor as dores desta profissão tão fastigada. É isso. Se eu conseguir com que abracem um programador, então valeu a pena.

  • Joana Rita
    cultura digital,twitter 03 Novembro

    web summit: 3 razões e 5 sugestões para o live tweeting

    escolham momentos chave das apresentações para fotografar: aquela frase que se vai tornar numa quote, aquela imagem que vale mais do que mil palavras. ouvir é muito importante para discernir aquele momento que vai marcar a conferência daquele orador. o live tweeting exige atenção e escuta. 

  • Marco Maia
    28 Outubro

    A VOST PORTUGAL

    A VOST Portugal foi convidada do #twitterchatpt e "vai daí" lancei-lhes o desafio para escreverem um artigo sobre o seu trabalho enquanto voluntários digitais. O Marco Maia (texto) e a Isabel Silva (fotografia) disseram que sim e Ta-DA! - temos artigo sobre a história curta e intensa desta organização.

  • Joana Rita
    23 Outubro

    Live Tweeting no Upload Lisboa 2019

    o Live Tweeting, tal como o entendo e o pratico, não é só uma reportagem do que está a acontecer: deve acrescentar um ponto de vista, trazendo algo para a conversa iniciada pelos oradores ou pelos utilizadores do twitter - os que estão e os que não estão na sala do evento. para tal, é necessário dedicar algum tempo a perceber o evento, os oradores e a audiência que estará presente. ou seja, há trabalho de casa prévio e trabalho de casa posterior ao dia do evento. 

  • António de Castro Caeiro
    21 Outubro

    Sobre a linguagem [1]

    Nós existimos num horizonte estrutural que Heidegger identifica como o espaço intermédio, o meio intermédio. Não nos encontramos como sujeitos à janela do mundo a espreitar ou a assistir ao que acontece. Não somos polarizados pelo mundo como objecto. Antes, sujeito e objecto existem na relação intrínseca entre um e outro. O sentido da relação entre um sujeito e um objecto é cognitivo ou teórico. Mas este não é o único. Também a teoria nos implica a nós como sujeitos e ao mundo e às outras pessoas num espaço interior.