Os 10 Mandamentos do Programador

Os mandamentos do “tio” Sebastião são para iluminar toda a gente. Os programadores são seres humanos e, por vezes, são bestas muito sensíveis (como eu). Se todos nos identificarmos com estes mandamentos, então podemos compreender melhor as dores desta profissão tão fastigada. É isso. Se eu conseguir com que abracem um programador, então valeu a pena.

Se há coisa que os meus amigos escuteiros me ensinaram foi deixar tudo mais limpinho do que já estava. Isto aplica-se tanto ao teu código como a qualquer coisa que faças na vida. É tipo como se ganhasses pontos, mas em karma.

Em Maio decidi arrancar com uma iniciativa que queria dedicar ao mundo dos programadores. Estou a falar de informáticos. Não porque eu tenha muito para lhes ensinar, mas porque achei que podia ilustrar algumas verdades, mais ou menos absolutas, sobre o mundo do trabalho, para um informático programador. 

Mas isto não é só para os programadores. Os mandamentos do “tio” Sebastião são para iluminar toda a gente. Os programadores são seres humanos e, por vezes, são bestas muito sensíveis (como eu). Se todos nos identificarmos com estes mandamentos, então podemos compreender melhor as dores desta profissão tão fastigada. É isso. Se eu conseguir com que abracem um programador, então valeu a pena.

Os 10 mandamentos não têm nenhuma ordem de importância. Até porque a minha intenção é fazer praí uns mil. Não tenho o poder de síntese de Moisés. 

Agora a sério… divirtam-se. 

 

1- “Never touch ancient code.”(na tradução portuguesa do antigo Testamento: “Não te atrevas a tocar em código antigo e que funciona, seu maroto!”

Toda a gente sabe que não se mexe no que funciona. Esta revelação libertou o Moisés que há em mim. Descobre o teu.

 

Os 10 Mandamentos do Programador 1

 

2 – “Be careful with file associations!” (“Não sejas chico esperto com a associação de extensões no teu software.”)

Normalmente o sistema tem sempre razão. Não queiras que o teu novo software que vai mudar o mundo tome conta de todas as extensões de ficheiros da máquina da tua nova vítima. Sobretudo se estiveres envolvido num software chamado “Internet Explorer”, ou “Edge”. Não faças isso às pessoas!

 

Os 10 Mandamentos do Programador 2

 

3 – “Keep noise to a minimum!” (“Não incomodarás o open space com galhofa desnecessária.”)

Este é bastante óbvio e até costuma já vir entranhado. Até porque toda a gente sabe que o programador está sempre de phones e, se puder, não fala com ninguém. 

 

Os 10 Mandamentos do Programador 3

 

4 – “Always test your code.” (“Ninguém faz tudo bem à primeira, testa o teu código, raisparta!”)

Lá porque funciona, não quer dizer que esteja tudo bem. É como reler um email antes de o enviar…

 

Os 10 Mandamentos do Programador 4

 

5 – “Never stop learning!” (“Eu já sei tudo sobre isso, disse o palerma.”

Parar é morrer, mas arrastar a tua ignorância por muito tempo é ainda mais doloroso. Se queres chegar um bocadinho mais longe, convém estares aberto a aprender qualquer coisa nova, de vez em quando. 

Ocasionalmente, vale a pena desmontar a roda e tentar fazer uma melhor, just for fun.

 

Os 10 Mandamentos do Programador 5

 

6 – “Leave the code you changed cleaner than you found it.” (“Onde quer que ponhas a mão, deixa as coisas melhores do que estão.”)

Se há coisa que os meus amigos escuteiros me ensinaram foi deixar tudo mais limpinho do que já estava. Isto aplica-se tanto ao teu código como a qualquer coisa que faças na vida. É tipo como se ganhasses pontos, mas em karma.

 

Os 10 Mandamentos do Programador 6

 

7 – “Always code as if the person who ends up maintaining your code is a violent psycopath who knows where you live.” (“Faz as coisas com jeitinho porque o próximo pode ser um psicopata mauzinho.”

Não é só a escrever código, é com tudo, não é verdade? A psicopatia não acontece só aos outros… Também te pode bater a ti, se estiveres com dificuldade em lidar com a asneira dos outros. Evita a geração espontânea de psicopatas fazendo as coisas com jeitinho.

 

8 – “Code the real world.” (“A escola da vida é o teu melhor cartão de visita.”)

Não há nada como o teu portfolio de projetos reais para abrir portas na tua carreira. É isso que te diferencia da concorrência. Sim, é preciso experiência e pôr as mãos na massa.

Os 10 Mandamentos do Programador 7

 

9 – “Language is a tool, so it is critical to learn new ones.” (“Esta faca de mato é o meu bisturi preferido e serve para todo o tipo de trabalhos.” – disse nenhum cirurgião, nunca.)

Aprender novas linguagens de programação aumenta drasticamente as tuas oportunidades de carreira. A tua aprendizagem pára no dia em que acreditares que não há mais nada para aprender.

 

Os 10 Mandamentos do Programador 8

10 – “Don’t criticize other’s code, it could be yours the one in the spotlight.” (“Ser treinador de bancada é fácil e o árbitro é sempre uma besta, porque não és tu.”)

Tenta ser objetivo e profissional nas tuas observações. A tua equipa precisa de pessoas humildes, determinadas e com vontade de contribuir. Sê essa pessoa.

 

 

E é isto, maltinha. Comecei por estes 10, certamente podiam ser outros. 

Falemos de programadores ou de outra coisa qualquer, eu sou um Coelho que tem opiniões e sou claramente iluminado. Segue-me no Twitter, Facebook e Instagram e acompanha os meus próximos 10 bitaites.

 

 

Quem é o Sebastião? 

Movido a café e bebidas energéticas, o Sebastião é Designer e Programador UX/UI e trabalha numa consultora de TI lisboeta há alguns anos. Acredita que é possível ensinar truques aos seus gatos. É o primeiro coelho português nas redes sociais.