Como usar o Twitter para escrever melhores conteúdos

Muitos autores recomendam que se escreva todos os dias para estimular a criatividade e melhorar a escrita. Porque não fazê-lo no Twitter e aproveitar para aprender com o feedback de quem possa ler as nossas palavras?

Como usar o Twitter para escrever melhores conteúdos

Se escrever não é fácil (e não é, de facto!), será que o Twitter nos pode ajudar a tornar o processo mais simples e a sermos melhores copywriters e criadores de conteúdo?

Como usar o Twitter para escrever melhores conteúdos

Escrever bem é pensar bem. Citando o autor norte-americano David McCullough: 

“Writing is thinking. To write well is to think clearly. That’s why it’s so hard.”

Se escrever não é fácil (e não é, de facto!), será que o Twitter nos pode ajudar a tornar o processo mais simples e a sermos melhores copywriters e criadores de conteúdo?

Acredito que sim. Se nunca pensaram no Twitter como um meio para melhorarem a vossa escrita, apresento-vos três boas razões para experimentarem.

 

O Twitter obriga-nos a simplificar a escrita e ajuda-nos a organizar ideias

Apesar de termos agora 280 caracteres disponíveis para expressar as nossas ideias, é quase sempre necessário simplificar o discurso para encaixar num só tweet toda a informação que queremos comunicar. Este esforço para ser breve e escrever de forma simples é um bom treino para a escrita para os canais digitais, onde importa sobretudo que sejamos diretos e concisos.

Um outro exercício que faço quando estou com dificuldade em escolher um ponto para começar um texto é pensar: se tivesse de comunicar esta mensagem num tweet qual seria o aspeto a destacar? Pensar assim ajuda-me a estruturar ideias e a hierarquizar a informação.

 

O Twitter ajuda-nos a diversificar o vocabulário e a usar mais a voz ativa

No trabalho diário de escrita repetimos muitas vezes determinado tipo de construção frásica ou expressão porque sabemos que resulta. O Twitter obriga-nos a afastar desses apoios e a procurar palavras mais curtas, estruturas mais simples (tão necessárias na comunicação online) e a eliminar tudo o que não acrescente valor à mensagem.

Ao fim de algum tempo a usar o Twitter, vão perceber também que os verbos assumem grande destaque e que escrevemos para tentar gerar uma ação por parte de quem nos lê. Um ótimo treino para melhorar a escrita de calls to action.

 

O Twitter é ideal para praticar a nossa capacidade de edição

Quem nunca publicou um tweet com uma gralha e foi à procura do botão de edição? Não existe. E por isso usar o Twitter é também uma forma de treinar a edição e revisão de conteúdos. Saber que não há correção possível após a publicação, obriga-nos a apurar os nossos olhos para detetarem possíveis erros e gralhas.

Muitos autores recomendam que se escreva todos os dias para estimular a criatividade e melhorar a escrita. Porque não fazê-lo no Twitter e aproveitar para aprender com o feedback de quem possa ler as nossas palavras?

Prontos para começar? Vão até ao Twitter, digam-me olá e partilhem a vossa opinião sobre este artigo em 280 caracteres ou menos. Fico à espera dos vossos tweets!

 

Quem é a Elsa Fernandes?

“Escrevo conteúdos que ajudam marcas e empresas a contar histórias que criam relações. Especializada em marketing de conteúdo, copywriting e content writing. Gosto de livros, ioga e design.”

Acompanhem a Elsa Fernandes no seu website.